PDF igepp, universidade federal de minas -E-book_NOVOS DIREITOS, SOCIOAMBIENTALISMO E - UCS - IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP
Wait Loading...


PDF :1 PDF :2 PDF :3 PDF :4 PDF :5 PDF :6 PDF :7 PDF :8


Like and share and download

IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP

E-book_NOVOS DIREITOS, SOCIOAMBIENTALISMO E - UCS

IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP 28 maio 2013 países – religião, economia, cultura, ciência e tecnologia, etc –, emergem de outros países Exemplos claros disso são as questões ambientais, os conflitos religiosos e étnicos três já comentadas Os benefícios e as  questões exigirão

Related PDF

para aprender políticas públicas - igepp

28 maio 2013 países – religião, economia, cultura, ciência e tecnologia, etc –, emergem de outros países Exemplos claros disso são as questões ambientais, os conflitos religiosos e étnicos três já comentadas Os benefícios e as 
PDF

para aprender políticas públicas - igepp

questões exigirão decisões subsequentes ao longo da trajetória de qualquer política pública objeto de uma grande polêmica na Ciência Política será comentada abaixo), vários dos quais podem considerar seus interesses adver
PDF

AULA 00: Assunto da aula - 3dconcursos

21 maio 2018 Lista das questões comentadas preparatórios de Brasília (atualmente no IGEPP), e já ministrei aulas em Ciências Contábeis pela UnB
PDF

Extensão Universitária e sua Eficácia - Repositório Institucional da

Estado nacional na esfera educacional e do desenvolvimento das ciências, que surge a de questões referentes à vida econômica, no sentido da transferência de Comentando as classificações de políticas públicas In igepp br uploads ebook para aprender politicas publicas unidade 04 pdf
PDF

Burocratas de Nível de Rua e a Implementação do PROEJA - RI UFPE

Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT) – Campus Cuiabá Cel questões relacionadas à comunicação, recursos, problemas de Uma das categorias iniciais mais comentadas foi sem dúvida a imposição Ao RUA, Maria das Graças; ROMANINI, Roberta Para aprender políticas públicas IGEPP
PDF

Volume 2 - Editora UEMG

Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência Comentada Brasília Secretaria A Administração é a ciência das organizações e a administração pública é este como as políticas públicas relacionadas às mais variadas questões de interesse da Brasília, 2013 Disponível em igepp br uploads
PDF

Anais do IV Encontro Brasileiro de Administração Pública - UFPB

1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro ( IFTM) questões estruturais e administrativas ou da efetiva participação tanto do poder público como da sociedade de Governo Aberto comentadas no corpus analisado
PDF

E-book_NOVOS DIREITOS, SOCIOAMBIENTALISMO E - UCS

14 nov 2013 vinculado ao Centro de Ciências Jurídicas e Mestrado em Direito da intervenções e críticas a respeito das questões ambientais, para Verifica se que o tão comentado desenvolvimento sustentável é um objetivo a ser Disponível em < igepp br uploads arquivos apu 92 pdf >
PDF

Jan 17, 2016 viruses usually cause much milder clinical signs or infect birds example, the term “Newcastle disease” has also been used for the Velogenic isolates can kill up to 100 of experimentally Cappelle J, Caron A, Servan

  1. The Center for Food Security and Public Health
  2. Dental Infection Control & Occupational Safety For Oral Health
  3. Domestic Violence in India 4
  4. The Economics of Tobacco and Tobacco Taxation in India
  5. Guideline for Disinfection and Sterilization in Healthcare
  6. BROOKINGS INDIA
  7. India's sacred cow
  8. India Security Cooperation
  9. Progress and Promise for the Next
  10. AVMA Guidelines for the Euthanasia of Animals

Ignition Module / Modulo de Encendido

DATASHEET SEARCH SITE | WWWDATASHEETMAXCOM

PDF IGNITION CONTROL MODULE (ICM) MÓDULO DE CONTROL DE eaccess smpcorp eCatalogs Downloads EMD GF7329 pdf PDF ignition coils bobinas de encendido bobines d'allumage FAE fae es files product catalog pdf fae ce2 encendido pdf PDF Encendido

Igor Morais Avaliação Radiográfica do Comportamento da Crista Óssea Alveolar após Cirurgia para Recuperação do Espaço Biológico Brasília 2014  Igor Prokopowitsch, Alexandre Augusto Zaia, Brenda Paula Figueiredo de Almeida Gomes A avaliação radiográfica visou identificar a presença de

  1. Igor Morais Avaliação Radiográfica do Comportamento
  2. desenvolvimento de aplicativo para smartphones para avaliação
  3. mas ainda podemos utilizar a radiografia periapical
  4. Igor Henrique de Morais e;
  5. Igor Batista CAMARGO1
  6. Avaliação radiográfica e histológica dos folículos
  7. Luiz Moraes Souza
  8. mente um exame radiográfico para avaliar os seios da face
  9. Igor Rafael Martins dos Santos
  10. do planejamento e da avaliação

Igreja Adventista do Sétimo Dia Divisão Sul-Americana

Universidade de São Paulo Faculdade de Saúde Pública SDA

PDF Manual da Igreja Adventista do Sétimo Dia AWSdepinstitucional s3 amazonaws adventistas manual da igreja 2015 pdf PDF manual Igreja Adventista do Sétimo Dia adventistas pt uploads ckeditor Manual IASD 2016

batistas OJB PDF 2013 OJB 35 pdf Igreja Batista do Feitosa em Recife comemora 100 anos Promotores de Missões são capacitados para campanha 2013 Durante todo o período de 28 de outubro de 2012 a 28 de outubro de 2013 a Igreja Batista do Feitosa está em festa

A Igreja católica teve uma participação na formação econômica, social e religiosa do Brasil colônia, e neste contexto esteve ligada a escravização de índios e  católica ao sistema de escravidão negra, especificamente ao que vigorou no Brasil como a Igreja Católica e até mesmo de

  1. o papel da igreja frente à escravidão indígena e africana nos
  2. A IGREJA CATÓLICA E A ESCRAVIDÃO NEGRA
  3. a legitimação teológica do sistema de escravidão negra no
  4. A IGREJA E A ESCRAVIDÃO
  5. Abolição e catolicismo a participação da Igreja Católica na extinção
  6. Alonso de Sandoval e a defesa da escravidão
  7. entre a escravidão e a liberdade Franca-São
  8. Visões Protestantes Sobre a Escravidão
  9. Os africanos e as apropriações das representações católicas sobre
  10. escravidão

2 jun 2018 Jornal Oficial da Igreja Metodista | Junho de 2018 ano 132 | nº 6 | Distribuição Gratuita ENTREVISTA congregação da Igreja Metodis Coral Metodista de Itaberaba, São Paulo, entoando a canção “Jesus Salva”

  1. Igreja Metodista
  2. TEDE2 da UNIVERSIDADE METODISTA DE
  3. universidade metodista de são paulo
  4. Igreja Presbiteriana Ebenézer de São Paulo
  5. A Igreja Católica na Bahia
  6. congregação da Igreja Metodis
  7. Coral Metodista de Itaberaba
  8. Igreja Luterana Igreja Metodista
  9. organizou-se a Igreja Congregação Cristã
  10. em Itaberaba

IGREJA PRESBITERIANA DE ALTO JEQUITIBÁ. Ano: 2011

Hábito de leitura da Bíblia: Um legado da Reforma - UFJF

ocorrido ainda no século XVI, a vinda deles ao Brasil é atribuída ao ano de 1810 caso da Igreja Presbiteriana de Alto Jequitibá, que atendia outras cidades  de Alto Jequitibá MG Art 1 A Igreja Presbiteriana do Brasil

  1. Igreja Presbiteriana Semear
  2. Relatorio Anual IPB 2017_03_05_2018
  3. Tesouraria IPB
  4. Igreja Presbiteriana Ebenézer de São Paulo
  5. Igreja Presbiteriana de Francisco Morato
  6. constituição da igreja presbiteriana do brasil
  7. UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE
  8. A HISTÓRIA DA ATIVIDADE MUSICAL NA IGREJA
  9. universidade presbiteriana mackenzie escola dominical
  10. Universidade Presbiteriana Mackenzie Centro de Educação

IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL

A Igreja Presbiteriana do Brasil (IPB) - Anpuh

Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, nós, legítimos representantes da Igreja Cristã Presbiteriana do Brasil, reunidos em Supremo Concílio, no ano de   17 jul 2010 Supremo Concílio da Igreja Presbiteriana do Brasil – SC IPB Uniting Presbyterian Church in Southern

  1. constituição da igreja presbiteriana do brasil
  2. igreja presbiteriana do brasil
  3. Igreja Presbiteriana Semear
  4. ASSEMBLEIA GERAL DA IGREJA PRESBITERIANA DO BRASIL
  5. IGREJA PRESBITERIANA DE CUIABÁ MANUAL DO MEMBRO
  6. Igreja Presbiteriana de Francisco Morato
  7. As relações de trabalho na Igreja Presbiteriana do Brasil
  8. A Igreja Presbiteriana do Brasil
  9. Igreja Presbiteriana no Brasil e na Bahia
  10. PRESBITERIANA EM
Home back Next

S COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP O chefe de governo da fo...

Description

IGEPP QUESTÕES COMENTADAS DE CIÊNCIA POLÍTICA ELABORADO PELA EQUIPE IGEPP

O chefe de governo da forma de governo denominada república deve,

ser escolhido de forma direta pelo povo,

Errada,

porque a eleição de presidente da República pode ser direta ou indireta.

O artigo 81 da Constituição Federal prevê eleição indireta,

em caso de vacância nos dois últimos anos do mandato.

Vagando os cargos de Presidente e Vice-Presidente da República,

far-se-á eleição noventa dias depois de aberta a última vaga.

§ 1º

a eleição para ambos os cargos será feita trinta dias depois da última vaga,

O federalismo,

embora não elimine a possibilidade de ocorrência de conflitos políticos entre os estados-membros,

oferece alternativas de resolução desses conflitos.

Certa.

A opção pelo Estado Federal,

em detrimento do Estado Unitário,

aponta para a existência de heterogeneidades que precisam ser harmonizadas.

Assim,

a existência de heterogeneidades que dividem uma determinada nação,

de cunho territorial (grande extensão e/ou enorme diversidade física),

étnico,

sócio-econômico (desigualdades regionais),

cultural e político (diferenças no processo de constituição das elites dentro de um país e/ou uma forte rivalidade entre elas) é um dos pressupostos para montar-se um pacto federativo.

Outra condição é a existência de um discurso e de uma prática defensores da unidade na diversidade,

resguardando a autonomia local,

mas procurando formas de manter a integridade territorial em um país marcado por heterogeneidades.

O quociente eleitoral é calculado mediante a divisão do total de votos,

pelo número de cadeiras em disputa.

Errada,

porque para o cálculo do coeficiente eleitoral não são incluídos os votos brancos e nulos.

Como visto em sala de aula,

o quociente eleitoral é a divisão do número de votos válidos pelo número de cadeiras a serem preenchidas nas eleições proporcionais.

Contam-se como válidos apenas os votos dados a candidatos regularmente inscritos e às legendas partidárias.

Assim,

para a formação do quociente eleitoral não são considerados os votos brancos e nulos.

A formação de coligações permite que um partido coligado garanta a eleição de candidato seu no sistema proporcional ainda que,

a votação desse partido tenha sido inferior ao quociente eleitoral.

Certa.

As coligações partidárias são uma forma de integração de forças partidárias para a obtenção do mesmo objetivo: a vitória nas urnas.

Funcionam como instrumento de sobrevivência das minorias nas eleições,

uma vez que as agremiações políticas de menor expressão podem elevar o seu número de candidatos,

ao estabelecerem parcerias com outros partidos.

Se coligadas,

ampliam o número de cadeiras no Congresso.

Atualmente,

as eleições para os cargos legislativos de ambas as casas do Congresso Nacional são realizadas por meio de sistema proporcional.

Errada.

No Brasil,

usamos o sistema majoritário de maioria relativa,

nas eleições para senadores,

sendo os distritos os estados,

com votação uninominal em um pleito e plurinominal no pleito seguinte.

Isso se deve à dinâmica de renovação dos mandatos no Senado,

para uma vaga em uma eleição,

e para duas vagas na eleição seguinte.

No Brasil,

usa-se o sistema proporcional de lista aberta para eleger deputados federais,

deputados distritais e vereadores em distritos plurinominais,

sendo distritos ou circunscrições,

O sistema proporcional de representação foi implementado no Brasil pela Constituição de 1891 e adotado,

Errada.

O sistema proporcional só foi introduzido após a revolução de 1930.

Na República Velha era sistema majoritário.

Na hipótese de vacância de parlamentar titular,

sua vaga será assumida pelo suplente da coligação.

Questão passível de recurso.

O gabarito preliminar acusou a questão como Certa,

contudo entendemos a questão como Errada.

A questão traz a suplência como uma regra única,

contudo há diferenças entre a suplência de senadores e deputados.

No caso de Senadores os respectivos suplentes são determinados desde a eleição,

cada candidato é eleito com seus 2 suplentes.

Qunato aos deputados,

o afastamento temporário de deputados deve ser suprido pela convocação dos suplentes mais votados da coligação de acordo com a ordem de suplência indicada pela Justiça Eleitoral.

O Ato Institucional n.º 1 extinguiu os partidos políticos existentes no Brasil à época de sua instituição.

Errada.O Ato Institucional que extinguiu os partidos políticos no Brasil dói o AI 4,

Editado por Castelo Branco em 7 de dezembro de 1966.

Vigeu até as eleições de 2002 a regra,

introduzida pela Reforma Constitucional de 1994,

segundo a qual os partidos políticos que desejassem lançar candidatos à presidência da República deveriam contar com,

quinze deputados federais eleitos.

Errada,

porque não houve tal reforma constitucional,

A criação de um novo partido político está condicionada,

à obtenção de assinaturas a favor em número correspondente a,

mínimo,

Errada.

Para Criação de um novo Partido Político no Brasil a quantidade mínima de assinaturas necessárias corresponde a 0,5% dos votos válidos (excluídos os brancos e nulos) dados na última eleição para a Câmara dos Deputados.

As assinaturas devem ser recolhidas em,

Cada assinatura deve conter o número do título de eleitor da pessoa que declarou apoio ao partido.

As correntes de pensamento contemporâneas que tratam da representação política adotam uma posição consensual quanto à necessidade de que os representantes

Errada,pois a representação não tem natureza demográfica.

Na definição de José Antônio Giusti Tavares: a representação política é uma relação entre o conjunto dos cidadãos que

autorizam os últimos a tomarem as decisões que obrigam em comum e universalmente a todos,

nelas consentindo por antecipação e assumindo,

todas as consequências normativas derivadas das decisões do corpo de representantes como se as tivesse efetiva e pessoalmente adotado,

cada um dos representantes se obriga a tornar efetivos,

ao mesmo tempo os valores fundamentais e comuns da ordem política e as concepções particulares acerca do interesse e do bem públicos daquele conjunto especial de constituintes que,

concorreram para a consecução de seu mandato.

Os mecanismos de accountability vertical dificultam a fiscalização,

Errada.

Accountability vertical se refere ao controle que a população exerce sobre os políticos e os governos.

As eleições como mecanismo de recompensa e punição da atuação dos governantes.

Os principais mecanismos da accountability vertical são o voto e a ação popular.

A questão está errada porque não são os representantes que fiscalizam os representados,

Para John Stuart Mill,

a pior forma de governo era a democracia representativa,

que conduzia à tirania da maioria.

Errada.

O filósofo e economista inglês John Stuart Mill foi um dos maiores expoentes do utilitarismo.

Para o autor,

não haveria uma forma de governo adequada a todos os tipos de sociedades,

contudo ele julgava ser possível refletir sobre qual seria o regime político ‘ideal’,utilizando o método de comparar as diferentes formas de governo .

E ao contrário do que a questão disse a seria a Democracia Representativa seria a forma ideal de governo.

“A forma de governo idealmente melhor (…)[é] uma na qual,

em circunstâncias em que seja praticável e adequada,

é acompanhada do maior montante de consequências benéficas,

imediatas e prospectivas” (Mill,

mas a superioridade de um tipo específico no qual se atribuísse uma ponderação maior aos votos daqueles que tinham mais conhecimento e escolaridade e no qual fosse garantida voz às minorias.

Como demandam a eleição de representantes,

os orçamentos participativos não são considerados uma forma de democracia direta.

Certa.

Em questão anteriormente apresentada à turma era estabelecido pelo CESPE que: "o orçamento participativo contribuiu para aperfeiçoar o sistema representativo"

Embora alguns autores considerem o OP um instrumento de democracia direta,

ele não consta entre os instrumentos previstos como tais na Constituição,

o que permite a polêmica e a liberdade da banca do CESPE de considera-lo como tal.

O sistema parlamentar brasileiro proposto no plebiscito de 1993 estabelecia um sistema bipartidário,

aos moldes do modelo parlamentar britânico.

Errada,

pois o plebiscito não tratava do sistema partidário.

O plebiscito de 1993 no Brasil ocorreu em 21 de abril daquele ano para determinar a forma e o sistema de governo do país.

O sistema de governo nos estados e municípios brasileiros adota a mesma organização e estrutura formal do sistema adotado na esfera federal.

Questão passível de anulação por ser dúbia.

A questão foi dada como Errada pelo gabarito preliminar,

porém é uma questão confusa.

O item fala em sistema de governo.

É possível interpretar que esteja falando sobre o Presidencialismo.

Sob essa ótica,

pois os estados e municípios seguem a mesma estrutura que a esfera federal (Governadores e suas secretarias,

Prefeitos e suas secretarias).

Contudo,

subentende-se que o item trata de forma geral da organização formal.

Dessa forma,

pois os municípios não replicam o sistema federal,

já que não são sistemas políticos completos,

faltando-lhes Poder Judiciário.

No Brasil,

cabe privativamente ao presidente a iniciativa legislativa em matérias essenciais assim estabelecidas pela CF.

Certa.

A questão está correta.

O PR tem prerrogativas exclusivas para legislar conferidas pela CF.

O presidencialismo de coalizão ocorre em sistemas multipartidários quando o partido a que pertence o presidente possui ampla maioria no parlamento para aprovar seus projetos e implementar suas políticas.

Errada.

A "coalizão" está relacionada aos acordos feitos entre partidos,

geralmente por meio da ocupação de cargos no governo e alianças entre forças políticas para alcançar determinados objetivos.

Na maioria das vezes a

coalizão é feita para sustentar um governo,

dando-lhe suporte político no legislativo e influenciando na formulação das políticas.

Além de buscar formar a coalizão com base em interesses partidários,

o governo tem de olhar também para os interesses regionais.

O presidencialismo de coalizão ocorre justamente porque o partido do presidente não tem ampla maioria,

o que impõe ao Presidente o imperativo de constantemente negociar apoio para aprovar seus projetos.

O sistema de freios e contrapesos permite que um poder fiscalize e controle os demais poderes,

de forma que nenhum deles seja mais forte que os outros.

Certa.

A separação dos poderes nasce da necessidade de limitação do poder estatal e evita que todo o poder político esteja concentrado nas mãos de um único governante.

Segundo Montesquieu: “Para que seja impossível abusar do poder,

é preciso que,

O Poder Judiciário exerce sua função política na separação de poderes ao fiscalizar atos normativos dos demais poderes.

Certa.

O Poder Legislativo controla o Executivo quando,

autoriza o Presidente da República a declarar a guerra e a celebrar a paz

susta os atos normativos do Poder Executivo que exorbitem do poder regulamentar ou dos limites da delegação legislativa ou fiscaliza,

com o auxílio do Tribunal de Contas,

a execução do orçamento pelos órgãos e entidades do Poder Executivo.

E o Executivo também controla o Legislativo,

a exemplo de quando nomeia membros do Tribunal de Contas,

órgão vinculado ao Poder Legislativo,

ou veta os projetos de lei por ele aprovados.

O Legislativo fiscaliza o Judiciário quando legisla sobre organização judiciária,

aprova ou não a nomeação pelo Presidente da República de membros do Poder Judiciário ou instaura uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar atos relacionados ao Poder Judiciário,

Reciprocamente,

é o Legislativo fiscalizado pelo Judiciário,

quando este decide acerca da constitucionalidade ou não dos atos normativos por ele editados ou julga seus membros nas infrações penais comuns.

E o Executivo fiscaliza o Judiciário

quando nomeia os Ministros do STF e do STJ,

ou quando concede indulto e comuta penas,

E é por ele controlado quando,

no controle difuso ou concentrado,

a constitucionalidade de atos normativos editados pelo Poder Executivo ou julga o Presidente da República nas infrações penais comuns.