PDF- -O futuro da sala de aula - Howard Gardner - Oferecer aos futuros professores, através de recursos audiovisuais, um dos instrumentos indispensáveis ao exercício eficiente do magistério,

voz falada * Edmée Brandi de Souza Mello ** Objetivo Oferecer aos futuros professores...

Description

Educação da voz falada * Edmée Brandi de Souza Mello

Objetivo

Oferecer aos futuros professores,

através de recursos audiovisuais,

um dos instrumentos indispensáveis ao exercício eficiente do magistério,

dela tirando o máximo partido

a protegê-la pela higiene vocal

d) a certificar-se da necessidade de um serviço especializado para sua recuperação

a reconhecer sua importância social e profissional.

• Aulas ministradas no Centro de Estudos Ortofônlcos e gravadas em vídeo-tape para a televisão educativa (circuito fechado) do ETE,

com o patrocínio do Instituto Brasileiro do Café (MIe).

Diretora do Departamento de Voz da Sociedade Brasileira de Ortofonia.

Curriculum,

Rio de Janeiro,

MUNDO SONORO

Fala,

Personalidade

Figura 1 Tudo "fala" na natureza Interpretamos o que as "vozes" das coisas nos revelam,

PORQUE NÃO

T~M CONSCI~NCIA

DISSO

Assim a voz do mar,

quando canta em verso de espumas na areia da praia,

ou o bramido bravio das vagas ao embate das rochas.

Educação da voz

Assim o manso marulhar do rio,

cantando sobre os seixos para anunciar que existe,

a fonte benigna a borbulhar escondida,

o aviso honesto da cachoeira que se despenca pela encosta.

Assim o suave farfalhar da folhagem ao breve sopro da brisa.

E não dizem menos o uivo do vento e o ribombar do trovão,

e o crepitar do fogo no lamento e no clamor das coisas que consome,

assim como a doce canção da chuva,

TUDO FALA NA NATUREZA SEM SABER QUE O FAZ

Também os animais "falam".

Sua linguagem é feita de canto,

odores e ainda dessa lindeza que é a emissão luminosa do vagalume.

O cisne não é mudo como dizem: bufa,

buzina e late como cachorrinho novo.

Quando ferido de morte,

solta um longo lamento musical.

no estudo da comunicação entre os bichos,

é que alguns animais vêem,

sentem ou pressentem em condições que para nossos sentidos nada significam.

Figura 2 20

Ninguém percebe a zoeira de certas formigas,

dão alarma com batidas rítmicas.

Curriculum 3/74

As cegonhas batem as mandíbulas como castanholas

variam o ritmo conforme as emoções.

Um macho ofendido parece metralhadora.

Os morcegos emitem a captam impulsos ultra-sônicos que,

Esse sentido do morcego está acima da capacidade perceptiva r------,,..,...-r-r-J.....,..--,......

de nosso ouvido e é muito superior a qualquer sanar ou radar inventado pelo homem.

Às vezes confundimos certos sons com uma verdadeira voz.

Os mosquitos não cantam.

O que ouvimos origina-se da VIBRAÇAO de suas asas.

Também o cricrilar do grilo resulta do atrito entre suas asas denteadas.

I.-~_ _""

Figura 3

As cigarras fazem vibrar uma membrana que têm de cada lado do abdome e AMPLIAM seu ziziar graças a dois pequenos discos que servem como CAIXA DE RESSONÂNCIA.

Os camelos gemem e resmungam.

Para atrair a fêmea,

gargarejam como água escorrendo da banheira.

Os cães rosnam,

conforme sentimentos e intenções.

Figura 4

Vários animais utilizam-se de sentinelas que avisam do perigo os companheiros por meio de sons especiais.

O rato do campo parece que dá gargalhadas.

Os coelhos transmitem o alarma dando pancadas no chão com as patas traseiras.

Educação da voz

A comunicação entre animais diferentes também existe.

Um pequeno pássaro africano,

mas não pode destruir as colmeias.

O texugo gosta do mel,

Quando o pássaro encontra a colmeia,

voa alvoroçado e vai avisar o texugo,

depois do que ambos se banqueteiam.

Grande parte das aves,

a maioria dos mamíferos e nós,

nos comunicamos sobretudo através de SONS PRODUZIDOS COM O AR QUE RESPIRAMOS.

J á observaram o ESFORÇO

RESPIRATóRIO do cão ao ganir

Figura 5

Muitos seres só têm respiração cutânea.

As rãs também têm respiração bucal e pulmonar.

O seu coachar tão variado é obtido só em forçar o ar para fora e para dentro da boca.

Os peixes respiram principalmente pelas guelras.

A água entra pela boca e sai pelas guelras,

onde se dá a absorção do oxigênio contido na água.

No espaço entre as guelras existe uma câmara de ar alongada,

que permite ao peixe regular seus movimentos de ascensão e descida.

Algumas são divididas por várias MEMBRANAS,

com as quais certos peixes produzem ruídos.

Ao contrair a musculatura,

o ar provoca a vibração das membranas .

Há peixes que vêm à superfície respirar.

É que,

a câmara de ar transformou-se num pulmão semelhante ao dos demais vertebrados.

Assim,

podem viver nos charcos e alguns até saem da água.

Curriculum 3/74

Figura 6 A fisiologia respiratória dos peixes é muito importante para nós há milhões de anos,

deles se originaram os primeiros seres de vida terrestre.

Os animais anfíbios precisam,

Daí os músculos poderosos que,

com a evolução das espécies,

desenvolveram-se e enriqueceram-se de cartilagens e ligamentos.

Esse MECANISMO DE PROTEÇAO veio a constituir a

LARINGE

Dentro da laringe,

o orifício por onde passa o ar respiratório chama-se GLOTE A glote é limitada em sentido ântero-posterior por duas MEMBRANAS em forma de V.

São as CORDAS VOCAIS Nos répteis,

Assim,

que interrompe a respiração,

a cobra estica a língua para fora e respira.

As aves também têm câmaras-de-ar que se estendem até os ossos para facilitar o vôo.

Educação da voz

De todos os seres que vivem na terra,

somente nós humanos e os pássaros é que cantamos.

Ao cantarmos,

usamos as cordas vocais que temos na laringe.

E esta situa-se na parte superior da traquéia.

Fossas nasais Boca

Posição das cordas vocaís

Laringe

Pu I má o

Cordas Glote

Figuras 7 e 8 24

Curriculum 3174

}Laringe

Traqueio

Figura 9 Já os pássaros possuem uma minúscula caixa vocal que se chama seringe e que se situa na parte inferior da traquéia.

Os pássaros cantam para afirmar seu território,

anunciá-lo e agradar às fêmeas,

durante a construção do ninho e,

Os pios simples de uma ave nascem com ela,

mas o canto verdadeiro é em grande parte aprendido.

Educação da voz

Sabe-se disso porque um filhote preso nunca chega a cantar como os de sua espécie,

a não ser que tenha um companheiro com quem aprender.

Os pássaros têm seus dialetos canoros: os cantos desenvolvidos por grupos isolados de uma mesma espécie são ricos e complexos,

Figura 10 O melhor cantor da floresta amazônica é o uirapuru.

Os sons puros da flauta de sua voz soam raramente.

A lenda garante fortuna e felicidade a quem a ouve.

Terão os bichos alguma inteligência

? Os estudos iniciados com o cientista Pavlov vieram provar que os animais podem associar experiências por meio de condicionamento de um reflexo inato a outro aprendido.

Até o século passado,

toda atividade dos animais era atribuída exclusivamente ao instinto.

Sabe-se hoje que muitas de suas reações são devidas a elementos deflagradores,

Percebem,

o estímulo deflagrador e o associam a um significado específico.

Curriculum 3/74

Mas também têm capacidade para responder a estímulos novos.

Por isso são suscetíveis de treino e de aprendizado.

As lontras ou ariranhas são mais fáceis de treinar que a maioria dos cães.

Afetuosas e brincalhonas,

dão educação cuidadosa aos filhotes,

cuja voz até parece de bebê humano.

Muitos animais manifestam certa dose de criatividade,

sendo capazes de inventar novas soluções para as quais não foram treinados.

Na NASA existe uma escola para chimpanzés-astronautas.

Contam,

para estudar a reação dos organismos vivos à aceleração e à desaceleração bruscas,

amarraram um chimpanzé a uma carreta-foguete.

Figura 11

Enquanto esperava a partida,

seu tratador deu-lhe uma banana.

Ainda estava descascando,

quando o brusco arranque da máquina esmagou-a na cara do anímal.

Hora depois,

o mesmo tratador deulhe outra banana.

o chímpanzé descascou-a rapidamente e.

Excluídos os insetos sociais (abelhas,

o grau e o tipo de inteligência de um animal vai depender da constituição de seu cérebro.

Alguns só possuem aglomerados de substância nervosa,

mas que já permitem associar impressões e ter alguma memória.

Educação da voz

INSPIRADO EM PER E L'LO

Figura 12

Os cientistas,

fazem a seguinte experiência: colocam um polvo em aquário dividido por uma prancha.

Um cientista fica dando choques elétricos no polvo durante horas seguidas.

Quando trazem a comida,

o polvo sai do aquário-toca e vai para o aquário-sala de jantar.

As mesmas pessoas assistem à experiência vestidas com um avental branco.

Nesse momento,

o polvo volta-se para o grupo que o observa e esguicha tinta preta ..

exatamente no homem que o maltratou.

O tamanho do animal e o peso absoluto de seu cérebro nada influem na sua capacidade cerebral.

O cérebro do tubarão é do tamanho de uma fava.

Nos grandes macacos pesa cerca de meio quilo.

Curriculum 3/74

cérebro do homem tem um peso médio de 1400 gramas,

o do elefante pesa cinco quilos.

Figura 13 a complexidade de organização das células cerebrais que tem a última palavra.

Memória e curiosidade são fatores de inteligência.

Sabidamente curiosos,

são ratos,

A memória dos elefantes é notável: lembram-se do bem que lhe fazem e dos perigos por que passam.

São capazes de lembrar-se de um benfeitor passados muitos anos.

São quase humanos nos sentimentos e há quem diga que imaginam coisas como nós.

Esperteza,

prudência pressupõem alguma inteligência.

O tigre e a onça são capazes de imitar o pio de certas aves para atraí-las .

Educação da voz

Os leões usam,

Também dão provas de que são capazes de arquitetar um plano.

Figura 14 Contam que certo leão queria caçar antílopes,

que bebiam num banhado entre colinas.

Esperou imóvel 15 minutos.

É que as leoas haviam ido postar-se estrategicamente à saída do vale.

De repente,

Era o aviso da fêmea.

Só então precipitou-se,

para morte certa nas garras das leoas.

Figura 15 30

E um ratinho de laboratório não foi menos vivo.

Roía todas as noites a divisão de madeira em torno do cano da água.

E todas as manhãs,

antes que chegassem os funcionários,

cobria o trabalho feito com o lixo da gaiola.

Só foram descobrir quando era tarde demais.

Curriculum 3/74

Nenhum animal,

é tão extraordinário quanto o golfinho.

Produz ultra-sons,

mas parece que não se limita a sentir o eco,

sendo capaz de interpretá-lo e identificá-lo.

Alguns cientistas acreditam que o cérebro do golfinho é muito semelhante ao do homem e seu coeficiente de inteligência tão superior que venha a ser possível,

-----

Figura 16

Os golfinhos respiram por um orifício em forma decrescente no alto da cabeça.

Essa espécie de narina é também a fonte de sua voz e eles podem vibrá-la como um lábio humano.

Os pesquisadores verificaram através de microfones que os golfinhos usam assobios,

As experiências realizadas demonstram que de fato falam.

Ensinaram um casal a acionar alavancas,

quando se acendiam lâmpadas coloridas.

Depois de separarem o macho da fêmea denEducação da voz

com um tecido que deixava passar o som,

as alavancas ficaram do lado do macho e as luzes do lado da fêmea.

Quando as luzes se acenderam,

Então substituíram a barreira de separação por uma substância anti-acústica,

A conclusão lógica foi que a fêmea havia transmitido ao macho instruções faladas.

Isto tudo nos faz ver que,

DESDE SEMPRE,

OS SONS VOCAIS SERVIRAM PARA MANIFESTAR OS ESTADOS PSíQUICOS E O PENSAMENTO,

POR MAIS PRIMITIVO E NEBULOSO QUE FOSSE.

O primeiro sinal de vida do bebê,

é o choro tação vocal ligada ao fenômeno respiratório.

A sucção é o primeiro exercício dos órgãos de articulação da fala.

Poucos depois começa a dar diferentes entonações ao seu choro,

o que a mãe logo sabe interpretar.

Não tarda muito,

põe-se a brincar com a própria voz e com o.s ruídos que sua língua e seus lábios produzem.

Daí passará a imitar os sons que ouve dos adultos,

só para se divertir ou agradá-los.

Um dia,

Aprende a falar.

Aprende a conhecer o significado das coisas e os nomes que as designam.

Mas aí não pára.

Pouco a pouco,

começa a compreender não apenas idéias concretas mas abstratas também.

E isso só é possível porque está aprendendo uma linguagem rica e complexa,

que lhe permite a mais ampla visão universal.

Seu pensamento organiza-se.

Relaciona as idéias entre si,

E é capaz,

de desenvolver ordenadamente uma idéia,

Curriculum 3/74

Figura 17

Graças ao cérebro privilegiado,

o homem conquistou o que nenhum outro ser animado pôde atingir.

Com o homem,

Os animais são estreitamente ligados ao meio por sentidos especificamente desenvolvidos para isso.

Têm a conformação física e as reações psíquicas adequadas ao seu gênero de vida e de alimentação.

O homem adapta-se a qualquer ambiente.

Só ele se libertou das cadeias hereditárias que o ligavam à natureza.

Só ele conheceu a revelação de DEUS.

E por que

? Foi capaz de criar um complexo sistema lingüístico,

adquiriu conhecimentos cada vez mais universais,

passando a orientar sua vida segundo certos princípios e leis.

Educação da voz

Assim TUDO O QUE O HOMEM É ELE É PORQUE FALA E NA SUA FALA SE REVELA O HOMEM QUE ELE É

Pelo tom pela força pelo timbre da voz conhecemos seu prazer ou desprazer confiança ou desconfiança sua alegria ou sua dor seu à vontade ou acanhamento sua auto-afirmação ou timidez segurança ou insegurança sua pressa ou seu vagar seu estado de tensão ou relaxamento.

Pelo modo de falar,

sabemos os hábitos de linguagem de sua família amigos bairro cidade país.

Curriculum 3174

Podemos classificá-los social,

cultural e até profissional~~.

QUANDO É

SUA PERSONALIDADE QUE SE EXPRESSA

será um modelo para seus alunos.

Torne sua voz uma MENSAGEM de OTIMISMO CONFIANÇA AMOR Que suas palavras,

tenham a dignidade que exige o destino do homem no Universo.

Rio de Janeiro,

SE VOC~ ACHA QUE SABE TUDO SOBRE PSICOLOGIA,

NAO DEVE ASSINAR ABPA.

ABPA* destina-se aos profissionais de psicologia que desejam estar bem informados.

Em suas páginas,

o leitor encontra sempre novas questões.

ABPA publica artigos e comentários atuais sobre temas psicológicos e informa sobre tudo que se publica na área da psicologia.

Não assine ABPA se você não deseja questionar seus conhecimentos.

Educação da

Oferta Comercial SEPTIEMBRE 2015

BOJA - Gorca

PDF Boletín Ofertas 34castillalamancha fspugt es files Boletn Ofertas 2050929 pdf PDF División Económica Diciembre 2015 Banco Central de Nicaragua bcn gob ni publicaciones Estado Economia 2016 pdf PDF Más oferta y novedades en BISUTEX septiembre 2015

OFERTA. Czym jest system QUAN-MED?

contents - Springer Link

PDF OFERTA CENOWA Czym jest system QUAN MEDTM Quan pl quan pl media QUAN PL 20 20Oferta 20dla 20przychodni pdf PDF quan medtm Quan pl quan pl media QUAN PL 20 20Oferta 20dla 20reklamodawcow

OFERTA DE ACTIVIDADES EXTRALECTIVAS Microsoft. [Seleccionar fecha] Autor: COLEGIO INTERNACIONAL ALMINAR

Actividades Paraescolares - Jesuitas León

PDF Actividades extraescolares Mundo Escolar mundoescolar 140 a8a55866 9779 4268 8bc3 8bb2fd270a3c pdf PDF Untitled Ayuntamiento de Cosladacoslada es visorImagenes do; 7 microsoft actividades PDF ranking de los 50 mejores colegios privados y

Oferta de plazas de prácticas externas EII (Modalidad I) (actualizado a 04/08/2014)

normativa practicas externas - Facultad de Medicina - Universidad

OFERTA PLAZA PRACTICAS SEGUNDO CUATRIMESTRE (FEBRERO MAYO 2019) SERVICIOS CENTRALES DEL MAEUEC UNIDAD PLAZAS prácticas con la Universidad, y se nos valide para poder publicar ofertas 2 el número de plazas que ofertamos para cada titulación, hasta llegar al total de 

Oferta de titulaciones

Oferta de titulaciones - IES FRANCISCO GINER DE LOS RÍOS

gradomania microsites notas de corte Oferta de titulaciones Listado el 21 05 2018 MINISTERIO DE EDUCACIÓN, CULTURA Y DEPORTE Página 2 Notas > Oferta = S L Sin límite, carece de límite de plazas para el acceso a la titulación > n d Dato

Oferta de titulaciones

Oferta de titulaciones

PDF La reordenación de la oferta de titulaciones ASOCEXasocex es wp Revista Auditoria Publica n 69 pag 27 a 40 pdf PDF Oferta de titulaciones Caminos, canales y pasatiemposcaminando blogs upv es files 2018 11 Listado oopp pdf PDF

Oferta dla Instytutu Fizyki PAN do postępowania DZPIE/001-III/NZU/629/2015

Instytut Chemii Fizycznej Polskiej Akademii Nauk

24 Gru 2018 ID Oferty #JOB65 2018 Opis stanowiska Stanowisko główny specjalista eksperymentalna fizyka ciała stałego Krótka informacja o  29 Sty 2019 ID Oferty (#JOB2 2019) Opis stanowiska Stanowisko asystent, fizyka wzrostu nanodrutów półprzewodnikowych

Oferta dla korporacji, firm, instytucji

taryfa opłat i prowizji dla klientów biznesowych - Alior Bank

23 Mar 2018 wyłonienia firmy przewozowej korporacji taxi przy realizacji projektu, pt a także do instytucji, do których wcześniej nie docierali beneficjenci do realizacji przewozu oraz innych usług zawartych w ofercie, na które zostanie  16 Sty 2017 Pakiety dla

OFERTA EDUKACYJNA DLA DYREKTORÓW I NAUCZYCIELI SZKÓŁ/PLACÓWEK

Oferta edukacyjna - WIKOM

kursor edu pl download files KURSOR WODN oferta edukacyjna dla dyrektorÓw i nauczycieli szkÓŁ placÓwek na rok szkolny 2014 2015 wodn piotrkow pl portal2 files 18 19 Oferta 18 19 v1 pdf dla siebie formy doskonalenia Przedmiotowy układ oferty pozwoli na szybkie wyszukanie form zgodnie z nauczanym przedmiotem

Home back Next

Desenvolvimento de Jogos Educativos Como Ferramenta - Dialnet

[PDF] Desenvolvimento de Jogos Educativos Como Ferramenta Dialnet dialnet unirioja es descarga articulo 6170602 pdf

https://dialnet.unirioja.es/descarga/articulo/6170602.pdf

A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

[PDF] A IMPORTÂNCIA DA PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO revistaunar br n1 3 a importancia da pratica estagio pdf

http://revistaunar.com.br/cientifica/documentos/vol7_n1_2013/3_a_importancia_da_pratica_estagio.pdf

O FRACASSO ESCOLAR - SciELO

[PDF] O FRACASSO ESCOLAR SciELO scielo br pdf paideia n1 04 pdf

http://www.scielo.br/pdf/paideia/n1/04.pdf

A Psicologia Educacional e a Formação de Professores - SciELO

[PDF] A Psicologia Educacional e a Formação de Professores SciELO scielo br pdf pee v3n1 v3n1a05 pdf

http://www.scielo.br/pdf/pee/v3n1/v3n1a05.pdf

dossiê informativo - ProFuturo

[PDF] dossiê informativo ProFuturo profuturo education pt wp Dossier Informativo PT pdf

https://profuturo.education/pt/wp-content/uploads/sites/6/2018/10/Dossier-Informativo_PT.pdf

225 O ENSINO DE CIÊNCIAS NO BRASIL - histedbr - Unicamp

[PDF] 225 O ENSINO DE CIÊNCIAS NO BRASIL histedbr Unicamp histedbr fe unicamp br revista edicoes 39 art14 39 pdf

http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/edicoes/39/art14_39.pdf

1 A INCLUSÃO E OS DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DE

[PDF] 1 A INCLUSÃO E OS DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DE diaadiaeducacao pr gov br portals pde arquivos 1376 8 pdf

http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1376-8.pdf

<